Solicite um teste

Cibersegurança: saiba por onde começar

27 MAR 2019
27 MAR. 2019 / por Mirella Amaral

Esse termo se tornou um grande divisor de água após grandes escândalos envolvendo gigantes do mundo de dados, como Google e Facebook.

Uma das posturas que mais auxilia nesses momentos de insegurança são mitigação e prevenção do risco. Mas por quê focar nesse momento anterior e não no processamento de dados?

Os profissionais lidando com isso, engenheiros de software, programadores, acabam imersos em seus trabalhos e torna-se muito mais difícil captar possíveis falhas.

Porém é imprescindível que haja uma força tarefa focada na busca por essas brechas, pois esta equipe técnica que não está desenvolvendo novos sistemas ou programas, está ali para assegurar os dados ali processados.

Apresentaremos alguns passos importantes para esse primeiro passo em planos de cibersegurança.

1. Aponte uma liderança ou equipe responsável

Este profissional ou esta equipe tornam-se fundamentais para o início da qualquer plano de cibersegurança, uma vez que serão elementos-chave dentro da organização para que haja implementação do plano.

Um gerente sênior ou alguém em uma posição que interaja com maiores decisões estratégicas é o ideal.

Pois assim consegue aprovação dos planos de cibersegurança com maior facilidade, por conseguir relacioná-los a sobrevivência de toda a empresa.

 

2. Estabeleça o quadro de risco

Estabeleçar o quadro de risco traz uma visão mais ampla de possíveis falhas ou quebras do sistema.

É importante que essa análise passe por alguns pontos como:

  • identificação do sistema;
  • identificar os “ativos cyber” e suas classificações;
  • identificar vulnerabilidade dos “ativos cyber”;
  • analisar ações que podem ser feitas e quais seus impactos.

Bom, a lista é bem grande e não para por aqui, é importante que a equipe responsável enxergue o sistema nos mínimos detalhes para que possa assim estabelecer o quadro de risco.

 

3. Estabeleça uma frequência de testes

De modo macro, é importante que a equipe ou liderança reveja sempre o quadro de risco, pois ele pode tornar-se ultrapassado rapidamente.

Dessa forma conduza periodicamente atividades de risco em seu sistema para garantir essa segurança.

Quanto mais detalhadas as falhas e brechas durante esses testes, maior sua chance de se prevenir ou até mitigar riscos em seu sistema e principalmente em sua empresa.

 

A meta do gerenciamento de risco é identificar esses riscos, entender a semelhança entre eles e o impacto deles no negócio, assim é possível mitigar os riscos em um nível aceitável dentro de uma regulação (como LGPD ou GDPR) ou até mesmo dentro de sua empresa.

 

Agora gostaríamos de saber: sua empresa já se preocupa com a cibersegurança? 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *